Enquanto isso… No Palácio da Câmara em Campo Alegre de Lourdes, vereadores desistem de instalar CPI

CAPA ENQUANTO ISSO - 900 X 600

Quando o circo pega fogo, o palhaço dá sinal: Acode, acode, chama a polícia!

 

Da redação

Na sexta-feira (29/05), a população de Campo Alegre de Lourdes compareceu à Câmara Municipal, na esperança de presenciar um grande espetáculo.

Cenário montado, vereadores apostos. De um lado a plateia, do outro os saltimbancos preparam-se para encenar mais um episódio naquela extraordinária sessão da dez.

Após o sinal, começa o primeiro ato:

O vereador Joaquim Dilson Almeida Castro, no uso da palavra, deu a notícia que frustrou a assembleia, “Não haverá mais CPI, pois a vereadora Ilma Almeida Dias voltou atrás, e retirou sua assinatura”. Na semana passada, os quatro vereadores assinaram o requerimento para instalar a Comissão Parlamentar de Inquérito: Joaquim Dilson Almeida Castro, José Pereira de Lacerda (Zé galego), Ilma Almeida Dias e Eronita Teixeira Silva Duarte (Nitinha).

O motivo pelo qual a vereadora Ilma desistiu, não foi revelado. Mas o eleitor campoalegrense que votou nela merece uma explicação. Quando a encontrar pelas ruas da cidade, pergunte o motivo da desistência.

Dilson, ainda questionou ao presidente da casa, Valfrides, a presença da polícia, pois não é o costume ter policiamento durante as sessões.

Na semana passada o Vereador Valfrides foi acusado de cometer irregularidades na casa, como por exemplo, contratações sem licitação e a possível existência de duas folhas de pagamento para funcionários da Câmara: a primeira que é declarada ao Tribunal de Contas, e a outra que somente o presidente tem conhecimento.

Segundo ato

O vereador Edmilson Duarte entra em cena e pergunta:

EDMILSON– Quem é a favor da CPI?

 A pergunta ecoou pelos quatros cantos da sala, passou despercebida aos ouvidos dos parlamentares presentes. Estes, apenas simularam não entender o que estava se passando ou que estavam preocupados. Porém não se pronunciaram a respeito. O parlamentar que fez a pergunta não se deu conta de que os únicos interessados foram aqueles que assinaram; com exceção da senhora Ilma que retirou de imediato seu nome do requerimento.

Terceiro ato

Joaquim, desconsolado pela não instalação da CPI desabafou:

JOAQUIM“As irregularidades que eu consegui avistar até agora, foram denunciadas. A partir do momento de agora em diante, se houver irregularidade será denunciado novamente”.

Dessa forma foi encerrada mais uma sessão das dez. A tentativa de instalação da CPI foi fracassada. Ainda neste “espetáculo”, o procurador do município, José Dias de Macêdo Junior tentou justificar possíveis ações que a prefeita está fazendo para solucionar reinvindicações dos vereadores. A secretária de educação, Valdineide Boson, aproveitou a oportunidade para apresentar o plano nacional de educação, e ainda respondeu sobre a denúncia feita pelo vereador Mazinho, na sessão passada, sobre os alunos da zona rural que estão sendo transportados em carro aberto: “É melhor ser transportado assim do que ficar sem ir para escola”, disse.

Diante dessa afirmação feita pela secretária de educação, será que um erro corrige outro?

Alguns vereadores entraram mudos e saíram calados:

Aristeu Júnior Ferreira;

Evaneylka Marques Mangueira Almeida;

Ilma Almeida Dias;

Enquanto isso… O único banco da cidade, Banco do Brasil, funciona apenas o atendimento eletrônico. O atendimento de pessoal está inativo há mais de três meses, desde o último assalto em 23 de fevereiro.

Faltaram à sessão os seguintes vereadores: Eronita Teixeira Silva Duarte (Nitinha), porque teve de levar o seu pai ao médico. Maruzinho dos Passos (Mazinho) porque está em Juazeiro tratando de assuntos relacionados ao programa Luz para todos, e o vereador Silas Pereira Sobrinho que acompanha sua sogra em tratamento de saúde em Brasília, e tem previsão de retornar ao trabalho semana que vem.



Jornalista - MTB 10997-DF/ Radialista - DRT-DF 6416 Poeta, escritor, autor do livro de poesias "Explicação Universal" lançado pela editora Scortecci.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *