Leitor manda mensagem para a juventude campoalegrense diante das próximas eleições

IGREJA

Que possamos juntar forças, principalmente da juventude, para vencer esta dinastia que não pensa no bem comum

Leitor: José Henrique

JH

A recente chegada de um novo ano traz consigo o desejo de mudanças. Como nos anos que passaram, o ano de 2016 chegou cheio de esperanças, vários planos à trilharem, muitas metas a abaterem. Em Campo Alegre de Lourdes não é diferente, seu povo hospitaleiro, alegre, batalhador, chega neste ano com uma missão diferente daquelas que colocamos como meta pessoal, pois, daqui a aproximadamente nove meses, através de alguns chicles em uma urna eletrônica, o campoalegrense poderá dar um novo rumo a sua cidade.

Com isso, cada cidadão tem em si, uma responsabilidade que não pode ser vilipendiada, ou mesmo vendida a troco de alguns milheiros de blocos, telhas, etc. Outubro chegará e com ele a esperança de que a nossa querida cidade, sairá das garras de um modelo de gestão que não compactua com bons costumes, com ideias que realmente farão com que o desenvolvimento chegue até nós, e acima de tudo, ideias e atitudes a fim de garantir dignidade e independência para todos.

Quando falo em Campo Alegre de Lourdes, lembro-me das preciosas palavras do mestre e conterrâneo Rui Barbosa, o “Águia de Haia”, quando disse:

“Não tenho para onde ir, pois amo este meu chão, vibro ao ouvir meu Hino e jamais usei a minha Bandeira para enxugar o meu suor ou enrolar meu corpo na pecaminosa manifestação de nacionalidade”.

“Ao lado da vergonha de mim, tenho tanta pena de ti, povo brasileiro (campoalegrense)”!

“De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto”.

Apesar de essas palavras terem sidas proferidas há muito tempo, ainda ecoam fidedignamente na atualidade. Que possamos juntar forças, principalmente da juventude, para vencer esta dinastia que não pensa no bem comum, que não se esforça para dar tranquilidade aos sues habitantes, e mostrar-lhe que CAMPO ALEGRE DE LOURDES é muito maior do que os anseios pessoais e prepotentes de alguns políticos levianos que nesta terra convivem.

José Henrique Ribeiro do Nascimento



Jornalista - MTB 10997-DF/ Radialista - DRT-DF 6416 Poeta, escritor, autor do livro de poesias "Explicação Universal" lançado pela editora Scortecci.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *