No meio do sertão havia uma Câmara. Dentro da Câmara havia uma goteira

VAZAMENTO - 650 X 400 - CAPA

Da redação

Parece brincadeira. Mas a Câmara Municipal de Campo Alegre de Lourdes, no sertão da Bahia, no centro do mapa do nordeste, em meio a um período de seca extenso, onde não chove uma gota d’água, eis o milagre, um verdadeiro paradoxo: a existência de uma goteira no banheiro da casa legislativa.

Ao entrar no banheiro escuta-se o barulho conta-gotas vindo de um balde que foi colocado ao chão para aparar a água que vem de um bocal de lâmpada.

O vazamento se estende pelo interior do palácio, perto da entrada do plenário, onde se pode notar uma enorme mancha escura oriunda de outro vazamento.

Descuido ou descaso

Como se não bastasse o descaso e a falta de compromisso dos atuais vereadores, constata-se mais um descuido para com a própria casa em que fazem parte.

Todos os meses cerca de R$ 100 a R$ 120 mil reais são devolvidos da Câmara para a prefeitura como se estivesse sobrando. Esse dinheiro, ninguém sabe qual o destino dele.

Enquanto isso, o presidente da Câmara, o senhor Valfrides Martins, mais uma vez não abriu a sessão plenária. Preferiu ficar na sua sala batendo-papo com alguns colegas parlamentares, ignorando os problemas da população de Campo Alegre de Lourdes.

Do lado de fora da casa, perto do estacionamento, debaixo de um pé-de-manga, alguns vereadores tiram um dedo de prosa. As vereadoras Ilma Almeida e Evaneylka Marques ironizam a cena: “Amanhã vai estar no blog, vereadores se reúnem debaixo de um pé de manga”.

A ironia, a falta de compromisso, o descaso para com a população de Campo Alegre de Lourdes, por parte dos atuais vereadores não têm limites.

A Cidade está refém do abandono. A população sofre com o único banco existente, pois além de um serviço precário, o autoatendimento não funciona a partir das 16hs, nem aos finais de semana e feriados.

A merenda escolar que devia ter produtos da agricultura, está sendo sucumbida e revertida para benefício próprio.

Esses e tantos outros problemas que assolam ao município estão sendo ignorados por esses vereadores.

Até quando o povo de Campo Alegre de Lourdes vai ser enganado e representado por falsos políticos?

Até quando, a população vai sair de sua zona de conforto, do aconchego do seu lar, e fiscalizar, comparecer, fazer valer seus direitos?



Jornalista - MTB 10997-DF/ Radialista - DRT-DF 6416 Poeta, escritor, autor do livro de poesias "Explicação Universal" lançado pela editora Scortecci.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *