Presidente em exercício, Michel Temer, pode retirar emissora de TV do ar

tv

A TV Brasil foi criada em 2008 e luta por independência editorial do Governo Federal

 

Fonte: Renato Souza

ABSURDO: Informações publicadas pelo jornal “Estado de São Paulo” afirmam que o presidente em exercício, Michel Temer, pode retirar a “TV Brasil” do ar. Segundo publicação da colunista Dora Kramer, desta quarta-feira (18), o presidente pretende alterar a lei de criação da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), que gerencia a “TV Brasil”. Com isso a empresa pública passaria por um “enxugamento” em seu quadro de pessoal. Os funcionários concursados que permanecessem no quadro da EBC seria transferidos para a equipe da Agência Brasil. A justificativa seria o custo anual de R$ 750 milhões com a emissora, baixa audiência nacional e a parcialidade de sua linha editorial em apoiar o governo Dilma Rousseff. A “TV Brasil”, foi criada em 2008 e luta por independência editorial do Governo Federal. A emissora possui um conteúdo educativo, uma grande faixa de desenhos voltados para crianças, documentários e tem elevado seu conteúdo jornalistico, prezando pela diversidade da sociedade e pela pluralidade cultural. A “TV Brasil” é patrimônio de todos os brasileiros e deve prezar pela imparcialidade e ouvir a voz de todos os cidadãos. A Presidência da República não comentou as acusações.

Foto: Reprodução



Jornalista - MTB 10997-DF/ Radialista - DRT-DF 6416 Poeta, escritor, autor do livro de poesias "Explicação Universal" lançado pela editora Scortecci.


Uma opinião em “Presidente em exercício, Michel Temer, pode retirar emissora de TV do ar

  1. Lucas

    Absurdo! O único canal com jornalismo sério e imparcial… Além da exibição de desenhos brasileiros educativos como “O show da luna” que passa tbm no discovery Kids. Quanto a audiência, o fato é que a globo é o único canal transmitido em rede aberta em quase todas as cidades e que tem na sua programação 10 novelas diárias (vício imposto por esta aos brasileiros sedentos de ilusão).

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *